Marco Aurélio(ONG Libertas)
  • Masculino
  • são luis-ma
  • Brasil
Compartilhar no Facebook Compartilhar

Amigos de Marco Aurélio(ONG Libertas)

  • Elizete de Araujo Moura
  • jorge luiz maskalenka
  • Luciana Alves Ribeiro de Carvalh
  • Ruth Pawlak
  • Maria Cristina Zanin Sant'Anna
  • Drika Hamalla Maktub
  • Vanderléia Faustino de Jesus
  • Ester Barros
  • José Antonio Sanches Domingues
  • Fabíola Aparecida da Silva
  • Daysi Ribeiro
  • Pessoa com Deficiência
  • Luiz Mello
  • Carmen Silvia Costa de Figueired
  • Henriqueta F. Grubba

Grupos de Marco Aurélio(ONG Libertas)

 

Página de Marco Aurélio(ONG Libertas)

Informações do Perfil

Qual seu interesse em participar dessa rede?
Sou voluntário(a) em projetos sociais, Sou mobilizador(a), Sou parceiro(a), Cidadão
Atua em alguma entidade ou projeto social
sim
Qual (nome e site)
Sou Marco Aurélio do Amaral Santos, Idealizador, Fundador e Presidente da ONG Libertas, fundada em 26 de novembro de 2006 na cidade de são luis-MA. A ONG Libertas é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos. É mantida por meio de doações de instituições públicas, privadas e de pessoas físicas. com atuação em todo o estado do maranhão, nossa finalidade é apoiar e desenvolver projetos nas áreas da cultura,educação, meio-ambiente e áreas científicas, a ONG Libertas tem o compromisso de ajudar as comunidades carentes do maranhão quem se encontram sofridas e vulneráveis economicamente e socialmente, como oportunidade também de geração de renda e inserção no mercado de trabalho, com projetos de desenvolvimento sustentável, para Crianças, Jovens e Adultos. A mesma preocupada com o baixo índice de IDH que o referido estado vem sofrendo a alguns anos, objetivando fortalecer a economia local e a qualidade de vida das futuras gerações do estado do maranhão. Hoje nos dedicamos, mas a nossa pasta do Meio Ambiente, transformando dano ambiental em recursos para trabalhos Sociais e Ambientais, como os projetos Óleo Solidário recolhimento do óleo de cozinha saturado, o Lixo Digital recolhimento de celular, e o projeto Plantando Semente, que visa a educação ambiental através do áudio visual, a coleta seletiva de resíduos sólidos e o artesanato sustentável, com oficinas de reaproveitamento de resíduos, como geração de renda e terapia para pessoas Idosas e Depressivas. Trabalhando a Sustentabilidade, dentro dos seus 3 pilares, Econômico, Social e Ambiental.

Cursos de confecção de artesanato como:

arranjos florais, biscuit, sabonetes de glicerina, biscuit, decoupagem em discos de vinil.e reciclagem de lista telefônica, jornal, raízes, cascas de sururu,siri,caranguejo e sarnambi,escamas de peixes,cipós,folhagens e sabão de óleo de cozinha.

Cursos profissionalizantes como:

eletrônica básica,eletricidade residencial,montagem e manutenção de computadores,reparador de eletrodomésticos, eletomanutenção de microcomputadores.

Temos também outros projetos como:

inclusão digital, apicultura, piscicultura, hortas orgânica, poços artesiano,casas de farinha comunitária.

a educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.

nos dias de hoje sabe-se que não é somente culpa dos nossos governantes o que vem acontecendo com nossas comunidades,a população deve tomar para se também a responsabilidade de melhorar a qualidade de vida das nossas comunidades,protestando,organizando a sociedade apresentando proposta,pressionando o governo e até mesmo associar-se a ele na execução de projetos juntos ao terceiro setor que são as associações e ongs, para que esses realizem parceria com o primeiro e segundo setor.mais ainda assim séria responsabilidade do estado de colocar a mão na massa.

falar de desenvolvimento econômico e social é falar de liberdade roubada.É voltar o pensamento para mentes mesquinhas que usurpam o direito alheio.mentes que sufocam a alegria e o bem-estar dos menos favorecidos socialmente.a sociedade sabe disso,mas parece estar "enganada" quanto a dar fim ás causas de tantos preconceitos.

É preciso se levar em conta que cada sociedade é formada por pessoas de nível e hábitos diferentes,que vivem constantemente em contato umas com as outras;onde crianças e adolescentes são grandes observadores de outras formas de comportamento.pelo processo de imitação, muitos dos comportamentos observados ,acabam sendo integrados aos comportamentos sociais dos jovens.

o povo tem que ter profissão não destino,quando falo profissão quero dizer emprego,quando falo destino quero dizer não ficar a mercê da sorte.

preservação do meio-ambiente:

resultados diferentes requerem atitudes diferentes,nossa atitude pode mudar o mundo,pense nisso!

FINALIDADES: CULTURA, EDUCAÇÃO, MEIO-AMBIENTE E ÁREAS CIENTÍFICAS.

Facebook: https://www.facebook.com/

Twitter: https://twitter.com/OngLibertas

Blog: http://onglibertas.wordpress.com/

e-mail: onglibertas@hotmail.com ou (98) 88263557-(98) 91276865.

Há algumas décadas a filantropia era totalmente voltada para a chamada “caridade”, pelo fato de significar “sentimento que leva os homens a ajudar os outros” porém, com o passar dos anos à esse significado foram sendo acrescentados vários interesses. E desde então ela tomou corpo profissional, ganhou visibilidade política e passou a ter secretaria nos governos sob o nome de Assistência Social. Passou a um patamar mais sério exigindo discussões importantes, mas estéreis, pelo caráter político que tomaram.

A filantropia não é um problema, mas sim o que fizeram dela: uma busca por interesses e benefícios. Tem muita gente se beneficiando de forma pessoal com o que deveria levar benefício a pessoas com necessidades de variadas origens.

Ao longo das décadas foram criados serviços, muito mais pelos benefícios políticos do que pela real necessidade das pessoas a serem atendidas. Ainda hoje a necessidade dos desfavorecidos é motivo de discursos políticos inflamados e sem profundidade. Quando condizem com a realidade, prometem uma solução impossível de ser realizada.

Realizar um trabalho filantrópico sério no Brasil nunca foi tarefa fácil. A filantropia é cara, existem muitas leis, títulos, documentos e exigências a se cumprir; algumas tão difíceis que as instituições podem levar décadas até conseguirem cumprí-las.

É preciso refletir a questão de como estes trabalhos se sustentam, pois o apoio financeiro do governo é muito pequeno. Boa parte da manutenção vem da iniciativa privada e de pessoas que alimentam um sentimento de ajuda.

Grande parte das atividades filantrópicas estão no terceiro setor (são chamados aqueles que não estão nem no setor público nem no privado), e estas são realizadas com o objetivo de suprir as deficiências deixadas pelo governo, pois a demanda é grande num país como o Brasil e os governos não têm como atender à todos de forma eficaz. Pelo menos é o que dizem.

Desta forma, deveria ser mais fácil manter um trabalho filantrópico, mas parece que há um interesse perverso em fazer com que este não funcione, para que haja sempre o que prometer à população.

Existe um discurso sobre dificuldades muito comum dentre aqueles que já nascem grandes, como os projetos filantrópicos das multinacionais. Porém são os pequenos que têm as maiores dificuldades, sendo obrigados a trilhar caminhos difíceis até encontrar portas abertas em atividades, às vezes, pouco ou nada reconhecidas pela sociedade.

Os caminhos percorridos pelas instituições filantrópicas até à sua legalidade são penosos. Por outro lado, a ilegalidade não é interessante, pois devido as exigências governamentais há a necessidade de um trabalho profissional e legalizado para que sejam feitas parcerias que fortaleçam os serviços oferecidos.

Neste ramo existem muitas pessoas de bem, movidas pelo sentimento de ajuda aos outros, que envolvem-se com trabalhos filantrópicos. Mas, o que diferencia estas daquelas que querem se beneficiar? O sentimento, a intenção. O trabalho porém, independe da particularidade, pois é o mesmo, o que muda são as pessoas que o realizam.

Aqueles que têm o verdadeiro sentimento de voluntariado realizam um excelente trabalho e são, em sua maioria ilustres anônimos, a realizar-se pelo prazer de servir, de tornar sua vida útil a alguém e de acreditarem no aprendizado que essa troca lhes oferecem. São os que renovam seus conceitos, compartilhando realidades diferentes das suas.

Um “viva!” à essência do trabalho filantrópico tão pouco divulgado e difundido entre os que nunca precisaram da filantropia alheia.

Os cumprimentos aos voluntários anônimos espalhados não só pelo Brasil, mas pelo mundo. Que estes, tenham sempre viva a semente da filantropia.

       EU COSTUMO DIZER ÀS PESSOAS QUE PARA VOCÊ REALIZAR UM TRABALHO SOCIAL COM SUCESSO TEM QUE ESTÁ PREPARADO PSICOLOGICAMENTE E ESPIRITUALMENTE, PORQUE MUITAS VEZES PARA QUE ISSO  ACONTEÇA VOCÊ TEM QUE ABDICAR DE ALGUMAS COISAS.

                                                                          Marco Aurélio do Amaral Santos.

Fotos de Marco Aurélio(ONG Libertas)

Carregando...
  • Adicionar fotos
  • Exibir todos

Vídeos de Marco Aurélio(ONG Libertas)

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

Caixa de Recados (9 comentários)

Você precisa ser um membro de RMS - Rede de Mobilização Social para adicionar comentários!

Entrar em RMS - Rede de Mobilização Social

Às 17:23 em 28 junho 2015, Ana Flávia Américo Barbosa disse...
Olá, mandei um email para a onglibertas@hotmail.com e estou aguardando uma resposta sobre o interesse da entidade em participar de um projeto que estou querendo realizar. Desde já, grata.
Ana Flávia
Às 22:32 em 7 dezembro 2014, Elizete de Araujo Moura disse...

Sou-lhe grata por pertencer à sua rede de amigos; este trabalho parece muito importante, e conte comigo se assim, for necessário, também faço parte de um grupo de escoteiro/A ideia do mestre Badahra, é ótima, fazer ai um grupo scout/ Parabens

Às 23:43 em 18 agosto 2014, mestry badahra disse...

Parabéns ao Nobre colega ,por conseguir alavancar esta ação total exposta , e de comprovada existência em direção a um Feliz Objetivo.

 E aproveito para perguntar, se seria importante criar um grupo de Escoteiros ai na comunidade, ( como voçe sabe ) um Movimento Neutro , que aceita toda a garotada, e contribui muito para a Formação do Brasileiro de Amanhã .

Um abraço de Mestry.

                                   Mestry Badahra

Às 11:17 em 8 agosto 2013, Rede de Mobilização Social disse...

Que bom, Marco Aurélio! É muito bom saber que podemos contar com você a fim de fortalecer os trabalhos sociais feitos no Brasil e no mundo. Obrigada por participar de nossa Rede e conte conosco no que precisar! 

Às 0:33 em 8 setembro 2011, Carmen Silvia Costa de Figueired disse...
Grata Marco Aurélio por me add em sua lista.
Às 13:56 em 16 agosto 2011, Reinaldo Lamenza disse...
Prezado amigo, espero poder dar minha contribuição.Será um prazer. Abraços
Às 20:29 em 17 julho 2011, Dra ROSANGELA SIUFI ॐ disse...
Em 10:59am on maio 26, 2011, LAR DA CRIANÇA PADRE CICERO deu para Marco Aurélio(ONG Libertas) um presente...
Presente
Seja bem vindo!!!
Às 10:47 em 12 maio 2011, Diego Costa Fernandes disse...

Oi, tudo bem?

Achei bastante interessante a sua ONG. Durante esses 4,5 anos de atuação, quantas pessoas envolvidas vocês tiveram? Percebi que tem muitos projetos e bastante distintos.

 

Abs

 
 
 

Membros

Parceiros

© 2016   Criado por Rede de Mobilização Social.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço